JVA

"Seu olhar era manso e calmo, espelhando a doçura que lhe ia n'alma. Seus cabelos, como seus bigodes, sempre cuidadosamente aparados, eram brancos como a neve. Vestia-se sempre de negro, com jaquetão e colete impecáveis, envolvido num luto que durava desde o ano remoto de 1895, em manifestação de tristeza que só mesmo um romântico poderia manter com tamanho rigor. Seu nariz aquilino, emoldurado por óculos de aros de ouro, a par de um queixo de linhas fortes, marcavam-lhe, em um rosto sempre circunspecto, os traços de uma vontade que não se abatia ante os maiores obstáculos. Nos derradeiros anos de sua vida, ombros recurvos, dava a impressão, a quem o via passar pelas ruas da cidade, que se encontrava permanentemente prostrado perante Deus, em ininterrupta oração".

Aroldo de Azevedo, 1959.


1859 - José Vicente de Azevedo nasce no dia 07 de julho em Lorena, Província de São Paulo.

1869 - Fica órfão, quando seu pai, o Coronel José Vicente de Azevedo, morre aos 34 anos de idade.

1878 a 1882 - Vem para a Capital e estuda na Academia de Direito de São Paulo.

1883 - Casa-se com Dona Candida Bueno Lopes de Oliveira.

1884 - É eleito Deputado Provincial pela União Conservadora pela primeira vez.

1885 -É eleito para o Conselho Superior de Instrução Pública do Brasil.

1889 - É eleito Provedor da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Catedral de São Paulo.

1889 - Adquire do Governo do Estado extenso lote de terras devolutas, além de chácaras e terrenos particulares na região do Ipiranga.

1890 - Doa terreno para construção do Liceu de São José, mais tarde Orfanato masculino Cristóvão Colombo.

1894 - Aprovado em concurso para professor das cadeiras de Geografia e Cosmografia no Ginásio do Estado, onde leciona durante 39 anos.

1895 - Leciona Geografia no Curso Anexo da Faculdade de Direito do Largo São Francisco.

1896 - Inaugura o Asilo de Meninas Órfãs N. Sra. Auxiliadora do Ipiranga.

1899 - Promove a instalação do Cemitério do Santíssimo Sacramentono Sumaré.

1903 - Funda no bairro do Ipiranga o Instituto Sagrada Família para "cuidar de ex-escravos velhos e doentes e seus descendentes".

1905 - Compõe o Hino "Viva a Mãe de Deus e Nossa", dedicado a N. Sra. Aparecida.

1906 - Inicia a construção do primeiro Hospital no Ipiranga.

1906 a 1932 - Publica, com a filha Maria Angelina, o "Boletim de Devoção a São José", distribuído prioritariamente a "doentes e encarcerados".

1908 - Recebe a benção do Papa Pio X no Vaticano.

1924 - Funda o Grupo Escolar São José.

1928 - Doa terreno e edifício para a instalação do "Instituto de Cegos Padre Chico"

1929 - Doa terreno para construção do "Colégio Católico Japonês São Francisco Xavier".

1934 - Doa terreno para construção do Seminário Central do Ipiranga.

1938 - Doa terreno para aconstrução do Hospital D. Antonio de Alvarenga, a Clínica Infantil do Ipiranga.

1935 - Recebe o título de Conde Romano do Papa Pio XI.

1937 - Doa bens de sua família para a instalação da Diocese de Lorena.

1939 - Com sua esposa Candida e apoio dos filhos, noras e genros, doa bens para a constituição da atual Fundação Nossa Senhora Auxiliadora do Ipiranga - Funsai.

1944 - Morre em 03 de março em São Paulo.